Monday, June 29, 2009

Otto Mueller

couple d'amoureux

Wednesday, June 24, 2009

Movimentos



Critical Run
is a sweating debating format for criticism.

The concept is developed by artist Thierry Geoffroy and the purpose is to train the awareness muscle by discussing a topic while running. Distances are relatively short and participants are often dressed in normal shoes and clothes.

"Critical Run is a run where we debate while we run.
Critical Run is an embodied metaphor.
An absorbation of what we feel we should do in a world at the edge of an
abyss.
But it is not a run away from the gulf to escape
But a run for solutions.

Critical Run is a method to energize the debate in emergencies.
We can not remain sedentary.
Drinking (for instance smoothies)
Eating (for instance sushi)
Run.
Run away.
Run towards.
Run together.
Run for.
Run." - http://www.emergencyrooms.org/criticalrun.html


- pensar sempre foi uma actividade melhor executada em errância -

Friday, June 19, 2009

a voz obscura


Provavelmente o que mais me interessa na música de Tricky são as camadas vocais que cria. É frequente ouvirmos a voz de Tricky por detrás da de uma mulher.

Esta decomposição sugere-me as diversas máscaras que compõem a personalidade. A voz de Tricky é talvez a líbido ou uma pulsão feroz e obscura que sussurra no fundo do nosso pensamento.

Tuesday, June 16, 2009

A mente camaleónica / O espaço vazio

Foto de Christof Leistl


"- Andava à procura de um recanto sossegado para fazer uma experiência. (...) Estou vazio. Só tenho gestos, reflexos, hábitos. Mas quero encher-me. É por isso que psicanaliso as pessoas. Mas não assimilo nada. Fico-lhes com os pensamentos, com os complexos, com as hesitações, e no fim nada me resta. Não assimilo; ou assimilo bem demais... o que vai dar no mesmo. É claro que retenho algumas palavras, algumas fórmulas, alguns rótulos; conheço quais os termos que devem empregar para as paixões, para as emoções, mas a estas não as sinto.
- Daí essa tal experiência - disse Ângelo - Mas apetece-lhe, de facto, fazer essa experiência?
- Certamente que sim - disse Jaimemorto - Aquele que eu assim psicanalisar terá que me dizer tudo. Tudo. Os pensamentos mais íntimos. Os segredos mais pungentes, as ideias mais obscuras, aquilo que ele nem ousa confessar a si próprio, tudo, tudo e o resto, e ainda mais o que houver por detrás disso. Nenhum analista o fez. Quero ver até onde se pode ir. Quero ter apetites e desejos e para isso apoderar-me-ei dos dos outros. Suponho que, se até hoje nada me ficou, é porque nunca fui suficientemente longe. Quero realizar ums espécie de identificação. Saber que existem paixões e não as sentir, é horroroso."

Boris Vian, O Arranca corações (óptimo português da tradução de Luiza Neto Jorge)

Sunday, June 7, 2009

É camisa! É riscas! É camisa às riscas!


Pintura de Mark Ryden

(Não consegui arranjar nenhuma imagem em que o bebé puxasse o centípede... Seria talvez mais apropriada)


Wednesday, June 3, 2009

Eleições e Calor

novos meios, não cansar de procurar novos meios


Cherri Wood, When I was young I used to drum the water constantly

Monday, June 1, 2009

Feliz época balnear!


Gosta de ficar plantado à beira do mar, de pés bem afundados na areia e braços cruzados. Observa e guarda a sua mulher que se molha na água fresca com espuma, um pouco mais à frente. É um prazer fixar os detalhes naquela mulher que detém: a água em fio que corre entre as pernas e cai, a discreta celulite entrevista no tilintar das nádegas que chapinham.
É bom vir à praia, pensa.